som


                    
                    
                
Users
Users

Users

Love Is
Love Is

Love Is

Iamed
Iamed

Iamed

Ee Cards
Ee Cards

Ee Cards

Tards
Tards

Tards

missing
missing

missing

get a job
 get a job

get a job

hates
 hates

hates

toke
 toke

toke

card
 card

card

🔥 | Latest

Clique, Memes, and Northwestern University: Acredita Nisso? Pessoas criativas ficam mais incomodadas com barulho O/RCREDITANISSOOF 0 ACREDITANISSO @AcreditaNisso? Já sentiu dificuldade de se concentrar ao redor de pessoas batendo papo? Pode ser um efeito colateral de ter um cérebro muito criativo. É q o cérebro criativo fica mais aberto q o normal aos estímulos ao redor - e aí é mais difícil não ignorar aquele clique de caneta irritante, por exemplo. Pesquisadores da Northwestern University, nos Estados Unidos, fizeram um teste para avaliar como o cérebro de pessoas criativas reage às distrações ao redor. Primeiro, eles pediram q os participantes do estudo respondessem a um questionário q avalia o quão criativas elas são. Depois, eles monitoraram a atividade eletromagnética do cérebro usando sensores, enquanto os voluntários escutavam a um som repetitivo de cliques. O cérebro tem um sistema automático de filtragem sensorial, ele sabe q tem q parar de prestar atenção no ambiente ao redor para conseguir realizar uma tarefa q exige foco. Esse sistema entra em ação quando ouvimos barulhos repetitivos, pelo menos em um cérebro normal. A resposta cerebral ao primeiro som de clique é intensa. A partir de segundo tom, porém, o cérebro percebe q é tudo a mesma coisa e diminui a atividade cerebral dedicada ao barulho. Nos cérebros das pessoas q tiveram pontuações mais altas no teste de criatividade, o processo era diferente. O cérebro respondia com a mesma intensidade ao som repetitivo todas as vezes. Segundo os cientistas, isso mostra q as pessoas criativas possuem "vazamentos" no filtro sensorial, o q leva o cérebro a dedicar atenção ao q ele deveria perceber como inútil. Essa é mais uma evidência para a tese de o sistema de atenção dos criativos é diferente do normal e seria exatamente isso q os leva a ter percepções e ideias diferentes da maioria das pessoas. Fonte: SuperInteressante . SIGAM-ME OS BONS 👉 @Nandinhatw (ADM)
Clique, Memes, and Northwestern University: Acredita
 Nisso?
 Pessoas criativas ficam mais
 incomodadas com barulho
 O/RCREDITANISSOOF
 0
 ACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Já sentiu dificuldade de se concentrar ao redor de pessoas batendo papo? Pode ser um efeito colateral de ter um cérebro muito criativo. É q o cérebro criativo fica mais aberto q o normal aos estímulos ao redor - e aí é mais difícil não ignorar aquele clique de caneta irritante, por exemplo. Pesquisadores da Northwestern University, nos Estados Unidos, fizeram um teste para avaliar como o cérebro de pessoas criativas reage às distrações ao redor. Primeiro, eles pediram q os participantes do estudo respondessem a um questionário q avalia o quão criativas elas são. Depois, eles monitoraram a atividade eletromagnética do cérebro usando sensores, enquanto os voluntários escutavam a um som repetitivo de cliques. O cérebro tem um sistema automático de filtragem sensorial, ele sabe q tem q parar de prestar atenção no ambiente ao redor para conseguir realizar uma tarefa q exige foco. Esse sistema entra em ação quando ouvimos barulhos repetitivos, pelo menos em um cérebro normal. A resposta cerebral ao primeiro som de clique é intensa. A partir de segundo tom, porém, o cérebro percebe q é tudo a mesma coisa e diminui a atividade cerebral dedicada ao barulho. Nos cérebros das pessoas q tiveram pontuações mais altas no teste de criatividade, o processo era diferente. O cérebro respondia com a mesma intensidade ao som repetitivo todas as vezes. Segundo os cientistas, isso mostra q as pessoas criativas possuem "vazamentos" no filtro sensorial, o q leva o cérebro a dedicar atenção ao q ele deveria perceber como inútil. Essa é mais uma evidência para a tese de o sistema de atenção dos criativos é diferente do normal e seria exatamente isso q os leva a ter percepções e ideias diferentes da maioria das pessoas. Fonte: SuperInteressante . SIGAM-ME OS BONS 👉 @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? Já sentiu dificuldade de se concentrar ao redor de pessoas batendo papo? Pode ser um efeito colateral de ter um cérebro muit...

Memes, Animal, and Science: ACredita Golfinhos adoram conversa sobre seus problemas, mostra pesquisa /ACREDITANISSOOFICIAL @ACREDITANISSO @AcreditaNisso? Um novo estudo q acaba de ser publicado no periódicoAnimal Cognition afirma q golfinhos gostam de se comunicar para resolver seus problemas. A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade do Sul do Mississipi, nos EstadosUnidos, q analisaram os sons que 6 golfinhos fizeram durante uma série de experimentos. Para entender melhor a dinâmica dos golfinhos, vale lembrar uma pesquisa realizada pelo Projeto Comunicação entre Golfinhos, também dos Estados Unidos, que mostra q existem dois tipos de grupos de golfinhos. Um deles é guiado por ecos o q, segundo os cientistas, não é bem uma forma de comunicação, e sim uma maneira de ver o mundo por meio do som. Nesse caso, o animal faz um som e espera ele ecoar para ter uma noção de seus arredores. O segundo grupo se comunica por uma série rápida de vibrações q, para o ouvido humano, parecem chiados - pesquisadores já observaram golfinhos utilizando esse método para se acasalar, brincar e até em momentos de agressão. No experimento realizado pelos cientistas da Universidade do Mississipi, foi identificado o segundo tipo de comunicação. Os pesquisadores apresentaram um contêiner cheio de comida para um grupo de 6 golfinhos. O recipiente poderia ser aberto por cordas presentes em seus dois lados e um golfinho poderia realizar a tarefa sozinho, embora fosse mais fácil completá-la com a ajuda de outros animais. 4 dos golfinhos não conseguiram entender como o contêiner funcionava. Porém, os 2 restantes não só compreenderam como abrir o recipiente como trabalharam juntos para abri-lo. Durante a tarefa, os golfinhos não paravam de se comunicar. Como aponta o Science of Us, mesmo q os cientistas não saibam exatamente o q os golfinhos estavam falando, fica claro q o assunto era a tarefa, visto q eles não se comunicavam com o mesmo fervor qdo não estavam tentando abrir o contêiner. Fonte: Galileu . FOTO: @Nandinhatw em PuntaCana . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋
Memes, Animal, and Science: ACredita
 Golfinhos adoram conversa
 sobre seus problemas,
 mostra pesquisa
 /ACREDITANISSOOFICIAL
 @ACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Um novo estudo q acaba de ser publicado no periódicoAnimal Cognition afirma q golfinhos gostam de se comunicar para resolver seus problemas. A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade do Sul do Mississipi, nos EstadosUnidos, q analisaram os sons que 6 golfinhos fizeram durante uma série de experimentos. Para entender melhor a dinâmica dos golfinhos, vale lembrar uma pesquisa realizada pelo Projeto Comunicação entre Golfinhos, também dos Estados Unidos, que mostra q existem dois tipos de grupos de golfinhos. Um deles é guiado por ecos o q, segundo os cientistas, não é bem uma forma de comunicação, e sim uma maneira de ver o mundo por meio do som. Nesse caso, o animal faz um som e espera ele ecoar para ter uma noção de seus arredores. O segundo grupo se comunica por uma série rápida de vibrações q, para o ouvido humano, parecem chiados - pesquisadores já observaram golfinhos utilizando esse método para se acasalar, brincar e até em momentos de agressão. No experimento realizado pelos cientistas da Universidade do Mississipi, foi identificado o segundo tipo de comunicação. Os pesquisadores apresentaram um contêiner cheio de comida para um grupo de 6 golfinhos. O recipiente poderia ser aberto por cordas presentes em seus dois lados e um golfinho poderia realizar a tarefa sozinho, embora fosse mais fácil completá-la com a ajuda de outros animais. 4 dos golfinhos não conseguiram entender como o contêiner funcionava. Porém, os 2 restantes não só compreenderam como abrir o recipiente como trabalharam juntos para abri-lo. Durante a tarefa, os golfinhos não paravam de se comunicar. Como aponta o Science of Us, mesmo q os cientistas não saibam exatamente o q os golfinhos estavam falando, fica claro q o assunto era a tarefa, visto q eles não se comunicavam com o mesmo fervor qdo não estavam tentando abrir o contêiner. Fonte: Galileu . FOTO: @Nandinhatw em PuntaCana . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋

@AcreditaNisso? Um novo estudo q acaba de ser publicado no periódicoAnimal Cognition afirma q golfinhos gostam de se comunicar para resolver...

Memes, Guitar, and 🤖: Aaedia Nisso? Ouvir sons durante o sono ajudam no aprendizado e na memorizacao Of /ACREDITANIssooFICIAL g OACREDITANIsso @AcreditaNisso? Sabe aquele sonho de todo estudante de colocar o livro escolar embaixo do travesseiro antes de dormir e absorver todo o conhecimento sem nenhum esforço? Infelizmente isso não existe, mas há, sim, quatro coisas que seu cérebro pode assimilar enquanto você está contando carneirinhos. A maioria desses aprendizados envolvem sons para guiar seus pensamentos. Em um estudo recente, cientistas fizeram com que pessoas que falam alemão aprendessem algumas palavras básicas de holandês. Em seguida, pediram que eles dormissem. Enquanto os voluntários dormiam sem saber exatamente o que iria acontecer em seguida, os pesquisadores colocaram gravações dos sons de algumas das palavras básicas para tocar apenas para um grupo deles. O outro grupo não foi exposto a nenhum som. Depois de acordar, todos passaram por um teste para ver quantas palavras tinham aprendido. Aqueles que ouviram os sons durante o sono identificaram e traduziram melhor as palavras holandesas. Para garantir que esses resultados estavam relacionados ao sono, e não à habilidade em aprender línguas dos voluntários, um terceiro grupo foi convocado para fazer o mesmo experimento. Ao invés de dormir, porém, eles tinham que fazer alguma coisa enquanto estavam acordados, como caminhar. Quem caminhou não teve um resultado nem remotamente próximo aos que ouviram os sons dormindo. Em outro estudo, pesquisadores ensinaram um grupo de pessoas a tocar violão usando uma técnica inspirada no jogo de videogame Guitar Hero. Depois, todos os voluntários tiraram uma soneca. Quando eles acordaram, tiveram que tocar a música novamente. Sem saber de nada, um grupo que estava dormindo ouviu a mesma melodia aprendida várias vezes. O outro grupo não ouviu nenhuma gravação. Quando acordaram, o grupo que ouviu a música conseguiu reproduzir as notas muito melhor do que o grupo que dormiu em silêncio. Fonte: hypescience . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋
Memes, Guitar, and 🤖: Aaedia
 Nisso?
 Ouvir sons durante o sono
 ajudam no
 aprendizado e
 na
 memorizacao
 Of /ACREDITANIssooFICIAL
 g OACREDITANIsso
@AcreditaNisso? Sabe aquele sonho de todo estudante de colocar o livro escolar embaixo do travesseiro antes de dormir e absorver todo o conhecimento sem nenhum esforço? Infelizmente isso não existe, mas há, sim, quatro coisas que seu cérebro pode assimilar enquanto você está contando carneirinhos. A maioria desses aprendizados envolvem sons para guiar seus pensamentos. Em um estudo recente, cientistas fizeram com que pessoas que falam alemão aprendessem algumas palavras básicas de holandês. Em seguida, pediram que eles dormissem. Enquanto os voluntários dormiam sem saber exatamente o que iria acontecer em seguida, os pesquisadores colocaram gravações dos sons de algumas das palavras básicas para tocar apenas para um grupo deles. O outro grupo não foi exposto a nenhum som. Depois de acordar, todos passaram por um teste para ver quantas palavras tinham aprendido. Aqueles que ouviram os sons durante o sono identificaram e traduziram melhor as palavras holandesas. Para garantir que esses resultados estavam relacionados ao sono, e não à habilidade em aprender línguas dos voluntários, um terceiro grupo foi convocado para fazer o mesmo experimento. Ao invés de dormir, porém, eles tinham que fazer alguma coisa enquanto estavam acordados, como caminhar. Quem caminhou não teve um resultado nem remotamente próximo aos que ouviram os sons dormindo. Em outro estudo, pesquisadores ensinaram um grupo de pessoas a tocar violão usando uma técnica inspirada no jogo de videogame Guitar Hero. Depois, todos os voluntários tiraram uma soneca. Quando eles acordaram, tiveram que tocar a música novamente. Sem saber de nada, um grupo que estava dormindo ouviu a mesma melodia aprendida várias vezes. O outro grupo não ouviu nenhuma gravação. Quando acordaram, o grupo que ouviu a música conseguiu reproduzir as notas muito melhor do que o grupo que dormiu em silêncio. Fonte: hypescience . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋

@AcreditaNisso? Sabe aquele sonho de todo estudante de colocar o livro escolar embaixo do travesseiro antes de dormir e absorver todo o conh...

Memes, California, and 🤖: Aaedia Nisso? Voce ri differente quando e seu amigo que conta a piada, diz estudo f/ACREDITANISS00FICIAL CACREDITAN @AcreditaNisso? Sabe a risada forçada que você deu naquela roda com os amigos dos seus amigos? Pois é, todo mundo percebeu que ela não era sincera. Na verdade, se o pessoal que estava do outro lado do bar conseguisse ter ouvido a cena, até eles perceberiam sua falsidade. Quem afirma isso é uma pesquisa publicada no periódico Procedimentos da Academia Americana de Ciências. De acordo com o estudo, quando é seu amigo q conta a piada, você ri diferente, e todo mundo consegue sacar a diferença entre o riso honesto e o político. Os pesquisadores gravaram 48 conversas entre estudantes da Universidade da Califórnia e separaram as risadas q surgiram desses encontros. Alguns desses papos eram entre amigos de longa data; outros de pessoas q tinham acabado de se conhecer. Os responsáveis pelo estudo, então, mostraram os risos para 966 ouvintes espalhados ao redor do mundo, e perguntaram se as pessoas gravadas eram amigas ou não. Em 61% das vezes, as respostas foram corretas. Quando se tratava da risada de duas mulheres, o resultado era ainda mais preciso: 80% de acertos. As mostras de som permitiram aos pesquisadores classificarem algumas características específicas nos risos de pessoas que já tinham alguma amizade. "As risadas entre amigos costumam ser mais rápidas, mais altas, mais compridas e com menos irregularidade na intensidade", afirmou Greg Bryant, responsável pela pesquisa. De acordo com Greg, todos nós já percebemos essas características, só que essa interpretação acontece de forma inconsciente. Basta um segundo de risada para fazermos um juízo. Os pesquisadores acreditam que essa diferenciação é uma característica primitiva. As risadas, supostamente, seriam uma forma de avaliar o elo entre pessoas. Os homens primitivos usavam ela para descobrir se os que estavam a sua volta eram de fatos aliados, ou poderiam ser traídos em breve. Fonte: SuperInteressante . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋
Memes, California, and 🤖: Aaedia
 Nisso?
 Voce ri differente quando
 e seu amigo que conta a
 piada, diz estudo
 f/ACREDITANISS00FICIAL
 CACREDITAN
@AcreditaNisso? Sabe a risada forçada que você deu naquela roda com os amigos dos seus amigos? Pois é, todo mundo percebeu que ela não era sincera. Na verdade, se o pessoal que estava do outro lado do bar conseguisse ter ouvido a cena, até eles perceberiam sua falsidade. Quem afirma isso é uma pesquisa publicada no periódico Procedimentos da Academia Americana de Ciências. De acordo com o estudo, quando é seu amigo q conta a piada, você ri diferente, e todo mundo consegue sacar a diferença entre o riso honesto e o político. Os pesquisadores gravaram 48 conversas entre estudantes da Universidade da Califórnia e separaram as risadas q surgiram desses encontros. Alguns desses papos eram entre amigos de longa data; outros de pessoas q tinham acabado de se conhecer. Os responsáveis pelo estudo, então, mostraram os risos para 966 ouvintes espalhados ao redor do mundo, e perguntaram se as pessoas gravadas eram amigas ou não. Em 61% das vezes, as respostas foram corretas. Quando se tratava da risada de duas mulheres, o resultado era ainda mais preciso: 80% de acertos. As mostras de som permitiram aos pesquisadores classificarem algumas características específicas nos risos de pessoas que já tinham alguma amizade. "As risadas entre amigos costumam ser mais rápidas, mais altas, mais compridas e com menos irregularidade na intensidade", afirmou Greg Bryant, responsável pela pesquisa. De acordo com Greg, todos nós já percebemos essas características, só que essa interpretação acontece de forma inconsciente. Basta um segundo de risada para fazermos um juízo. Os pesquisadores acreditam que essa diferenciação é uma característica primitiva. As risadas, supostamente, seriam uma forma de avaliar o elo entre pessoas. Os homens primitivos usavam ela para descobrir se os que estavam a sua volta eram de fatos aliados, ou poderiam ser traídos em breve. Fonte: SuperInteressante . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋

@AcreditaNisso? Sabe a risada forçada que você deu naquela roda com os amigos dos seus amigos? Pois é, todo mundo percebeu que ela não era s...