som


                    
                    
                
Users
Users

Users

Love Is
Love Is

Love Is

Iamed
Iamed

Iamed

Ee Cards
Ee Cards

Ee Cards

Tards
Tards

Tards

missing
missing

missing

get a job
 get a job

get a job

hates
 hates

hates

toke
 toke

toke

card
 card

card

🔥 | Latest

America, Gucci, and Memes: of late-night telev Nearly every recent has expressed som Kei By Guest Writer Gialon Kasha bias toward a cert talk show host Jim avoided speaking s A Dichotomy of Lil Pump the topic, causing A rumoured Harvard drop-to continually drop out, lyrical mastermind and Once the number pioneer of the rap industry. talk show, "The To 7-year-old Gazzy Li Pump now ranked third a petitors. Fallon sh solving humanity's problems, his failures regard and turn them in song at a time. Lil Pump rises sharing his thoug to the occasion in "Gucci Gang.American politics. a contemporary masterpiece in The current rite which he, the embodint of the elvision big American values, critiques the to have morphec problems that he believes hin- President Donald a difficult feat, ‘ Garcia carries the burden of moving America forward one der the country's progress. Lil Pump begins the chorus bythe majority of repeating the phrase Gucci Gang seven times. While this repeti tion may seem trivial, it serves an ulterior motive. Many Americans correlate success with materialis- renowned re A good read Lil Pump turns up the lumi nance in later lines, discuss- ing the lack of communication among millennials. He brings upK this issue in an unorthodox way stating that he "f ab" Iforan got her name (brr, yuh). Sex and materialistic goods are at the peak of the American value hierarchy. and Lil Pump believes this to be detrimental to the amelioration of society. Notice how il Pump Yoooo who did this !? 😂😂😂 lilpump
America, Gucci, and Memes: of late-night telev
 Nearly every recent
 has expressed som
 Kei
 By Guest Writer Gialon Kasha bias toward a cert
 talk show host Jim
 avoided speaking s
 A Dichotomy of Lil Pump
 the topic, causing
 A rumoured Harvard drop-to continually drop
 out, lyrical mastermind and Once the number
 pioneer of the rap industry. talk show, "The To
 7-year-old Gazzy Li Pump now ranked third a
 petitors. Fallon sh
 solving humanity's problems, his failures regard
 and turn them in
 song at a time. Lil Pump rises sharing his thoug
 to the occasion in "Gucci Gang.American politics.
 a contemporary masterpiece in The current rite
 which he, the embodint of the elvision big
 American values, critiques the to have morphec
 problems that he believes hin- President Donald
 a difficult feat, ‘
 Garcia carries the burden of
 moving America forward one
 der the country's progress.
 Lil Pump begins the chorus bythe majority of
 repeating the phrase Gucci Gang
 seven times. While this repeti
 tion may seem trivial, it serves an
 ulterior motive. Many Americans
 correlate success with materialis-
 renowned re
 A good read
 Lil Pump turns up the lumi
 nance in later lines, discuss-
 ing the lack of communication
 among millennials. He brings upK
 this issue in an unorthodox way
 stating that he "f ab" Iforan
 got her name (brr, yuh). Sex and
 materialistic goods are at the peak
 of the American value hierarchy.
 and Lil Pump believes this to be
 detrimental to the amelioration
 of society. Notice how il Pump
Yoooo who did this !? 😂😂😂 lilpump

Yoooo who did this !? 😂😂😂 lilpump

Clique, Memes, and Northwestern University: Acredita Nisso? Pessoas criativas ficam mais incomodadas com barulho O/RCREDITANISSOOF 0 ACREDITANISSO @AcreditaNisso? Já sentiu dificuldade de se concentrar ao redor de pessoas batendo papo? Pode ser um efeito colateral de ter um cérebro muito criativo. É q o cérebro criativo fica mais aberto q o normal aos estímulos ao redor - e aí é mais difícil não ignorar aquele clique de caneta irritante, por exemplo. Pesquisadores da Northwestern University, nos Estados Unidos, fizeram um teste para avaliar como o cérebro de pessoas criativas reage às distrações ao redor. Primeiro, eles pediram q os participantes do estudo respondessem a um questionário q avalia o quão criativas elas são. Depois, eles monitoraram a atividade eletromagnética do cérebro usando sensores, enquanto os voluntários escutavam a um som repetitivo de cliques. O cérebro tem um sistema automático de filtragem sensorial, ele sabe q tem q parar de prestar atenção no ambiente ao redor para conseguir realizar uma tarefa q exige foco. Esse sistema entra em ação quando ouvimos barulhos repetitivos, pelo menos em um cérebro normal. A resposta cerebral ao primeiro som de clique é intensa. A partir de segundo tom, porém, o cérebro percebe q é tudo a mesma coisa e diminui a atividade cerebral dedicada ao barulho. Nos cérebros das pessoas q tiveram pontuações mais altas no teste de criatividade, o processo era diferente. O cérebro respondia com a mesma intensidade ao som repetitivo todas as vezes. Segundo os cientistas, isso mostra q as pessoas criativas possuem "vazamentos" no filtro sensorial, o q leva o cérebro a dedicar atenção ao q ele deveria perceber como inútil. Essa é mais uma evidência para a tese de o sistema de atenção dos criativos é diferente do normal e seria exatamente isso q os leva a ter percepções e ideias diferentes da maioria das pessoas. Fonte: SuperInteressante . SIGAM-ME OS BONS 👉 @Nandinhatw (ADM)
Clique, Memes, and Northwestern University: Acredita
 Nisso?
 Pessoas criativas ficam mais
 incomodadas com barulho
 O/RCREDITANISSOOF
 0
 ACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Já sentiu dificuldade de se concentrar ao redor de pessoas batendo papo? Pode ser um efeito colateral de ter um cérebro muito criativo. É q o cérebro criativo fica mais aberto q o normal aos estímulos ao redor - e aí é mais difícil não ignorar aquele clique de caneta irritante, por exemplo. Pesquisadores da Northwestern University, nos Estados Unidos, fizeram um teste para avaliar como o cérebro de pessoas criativas reage às distrações ao redor. Primeiro, eles pediram q os participantes do estudo respondessem a um questionário q avalia o quão criativas elas são. Depois, eles monitoraram a atividade eletromagnética do cérebro usando sensores, enquanto os voluntários escutavam a um som repetitivo de cliques. O cérebro tem um sistema automático de filtragem sensorial, ele sabe q tem q parar de prestar atenção no ambiente ao redor para conseguir realizar uma tarefa q exige foco. Esse sistema entra em ação quando ouvimos barulhos repetitivos, pelo menos em um cérebro normal. A resposta cerebral ao primeiro som de clique é intensa. A partir de segundo tom, porém, o cérebro percebe q é tudo a mesma coisa e diminui a atividade cerebral dedicada ao barulho. Nos cérebros das pessoas q tiveram pontuações mais altas no teste de criatividade, o processo era diferente. O cérebro respondia com a mesma intensidade ao som repetitivo todas as vezes. Segundo os cientistas, isso mostra q as pessoas criativas possuem "vazamentos" no filtro sensorial, o q leva o cérebro a dedicar atenção ao q ele deveria perceber como inútil. Essa é mais uma evidência para a tese de o sistema de atenção dos criativos é diferente do normal e seria exatamente isso q os leva a ter percepções e ideias diferentes da maioria das pessoas. Fonte: SuperInteressante . SIGAM-ME OS BONS 👉 @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? Já sentiu dificuldade de se concentrar ao redor de pessoas batendo papo? Pode ser um efeito colateral de ter um cérebro muit...

Memes, Animal, and Science: ACredita Golfinhos adoram conversa sobre seus problemas, mostra pesquisa /ACREDITANISSOOFICIAL @ACREDITANISSO @AcreditaNisso? Um novo estudo q acaba de ser publicado no periódicoAnimal Cognition afirma q golfinhos gostam de se comunicar para resolver seus problemas. A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade do Sul do Mississipi, nos EstadosUnidos, q analisaram os sons que 6 golfinhos fizeram durante uma série de experimentos. Para entender melhor a dinâmica dos golfinhos, vale lembrar uma pesquisa realizada pelo Projeto Comunicação entre Golfinhos, também dos Estados Unidos, que mostra q existem dois tipos de grupos de golfinhos. Um deles é guiado por ecos o q, segundo os cientistas, não é bem uma forma de comunicação, e sim uma maneira de ver o mundo por meio do som. Nesse caso, o animal faz um som e espera ele ecoar para ter uma noção de seus arredores. O segundo grupo se comunica por uma série rápida de vibrações q, para o ouvido humano, parecem chiados - pesquisadores já observaram golfinhos utilizando esse método para se acasalar, brincar e até em momentos de agressão. No experimento realizado pelos cientistas da Universidade do Mississipi, foi identificado o segundo tipo de comunicação. Os pesquisadores apresentaram um contêiner cheio de comida para um grupo de 6 golfinhos. O recipiente poderia ser aberto por cordas presentes em seus dois lados e um golfinho poderia realizar a tarefa sozinho, embora fosse mais fácil completá-la com a ajuda de outros animais. 4 dos golfinhos não conseguiram entender como o contêiner funcionava. Porém, os 2 restantes não só compreenderam como abrir o recipiente como trabalharam juntos para abri-lo. Durante a tarefa, os golfinhos não paravam de se comunicar. Como aponta o Science of Us, mesmo q os cientistas não saibam exatamente o q os golfinhos estavam falando, fica claro q o assunto era a tarefa, visto q eles não se comunicavam com o mesmo fervor qdo não estavam tentando abrir o contêiner. Fonte: Galileu . FOTO: @Nandinhatw em PuntaCana . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋
Memes, Animal, and Science: ACredita
 Golfinhos adoram conversa
 sobre seus problemas,
 mostra pesquisa
 /ACREDITANISSOOFICIAL
 @ACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Um novo estudo q acaba de ser publicado no periódicoAnimal Cognition afirma q golfinhos gostam de se comunicar para resolver seus problemas. A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade do Sul do Mississipi, nos EstadosUnidos, q analisaram os sons que 6 golfinhos fizeram durante uma série de experimentos. Para entender melhor a dinâmica dos golfinhos, vale lembrar uma pesquisa realizada pelo Projeto Comunicação entre Golfinhos, também dos Estados Unidos, que mostra q existem dois tipos de grupos de golfinhos. Um deles é guiado por ecos o q, segundo os cientistas, não é bem uma forma de comunicação, e sim uma maneira de ver o mundo por meio do som. Nesse caso, o animal faz um som e espera ele ecoar para ter uma noção de seus arredores. O segundo grupo se comunica por uma série rápida de vibrações q, para o ouvido humano, parecem chiados - pesquisadores já observaram golfinhos utilizando esse método para se acasalar, brincar e até em momentos de agressão. No experimento realizado pelos cientistas da Universidade do Mississipi, foi identificado o segundo tipo de comunicação. Os pesquisadores apresentaram um contêiner cheio de comida para um grupo de 6 golfinhos. O recipiente poderia ser aberto por cordas presentes em seus dois lados e um golfinho poderia realizar a tarefa sozinho, embora fosse mais fácil completá-la com a ajuda de outros animais. 4 dos golfinhos não conseguiram entender como o contêiner funcionava. Porém, os 2 restantes não só compreenderam como abrir o recipiente como trabalharam juntos para abri-lo. Durante a tarefa, os golfinhos não paravam de se comunicar. Como aponta o Science of Us, mesmo q os cientistas não saibam exatamente o q os golfinhos estavam falando, fica claro q o assunto era a tarefa, visto q eles não se comunicavam com o mesmo fervor qdo não estavam tentando abrir o contêiner. Fonte: Galileu . FOTO: @Nandinhatw em PuntaCana . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋

@AcreditaNisso? Um novo estudo q acaba de ser publicado no periódicoAnimal Cognition afirma q golfinhos gostam de se comunicar para resolver...

Memes, Guitar, and 🤖: Aaedia Nisso? Ouvir sons durante o sono ajudam no aprendizado e na memorizacao Of /ACREDITANIssooFICIAL g OACREDITANIsso @AcreditaNisso? Sabe aquele sonho de todo estudante de colocar o livro escolar embaixo do travesseiro antes de dormir e absorver todo o conhecimento sem nenhum esforço? Infelizmente isso não existe, mas há, sim, quatro coisas que seu cérebro pode assimilar enquanto você está contando carneirinhos. A maioria desses aprendizados envolvem sons para guiar seus pensamentos. Em um estudo recente, cientistas fizeram com que pessoas que falam alemão aprendessem algumas palavras básicas de holandês. Em seguida, pediram que eles dormissem. Enquanto os voluntários dormiam sem saber exatamente o que iria acontecer em seguida, os pesquisadores colocaram gravações dos sons de algumas das palavras básicas para tocar apenas para um grupo deles. O outro grupo não foi exposto a nenhum som. Depois de acordar, todos passaram por um teste para ver quantas palavras tinham aprendido. Aqueles que ouviram os sons durante o sono identificaram e traduziram melhor as palavras holandesas. Para garantir que esses resultados estavam relacionados ao sono, e não à habilidade em aprender línguas dos voluntários, um terceiro grupo foi convocado para fazer o mesmo experimento. Ao invés de dormir, porém, eles tinham que fazer alguma coisa enquanto estavam acordados, como caminhar. Quem caminhou não teve um resultado nem remotamente próximo aos que ouviram os sons dormindo. Em outro estudo, pesquisadores ensinaram um grupo de pessoas a tocar violão usando uma técnica inspirada no jogo de videogame Guitar Hero. Depois, todos os voluntários tiraram uma soneca. Quando eles acordaram, tiveram que tocar a música novamente. Sem saber de nada, um grupo que estava dormindo ouviu a mesma melodia aprendida várias vezes. O outro grupo não ouviu nenhuma gravação. Quando acordaram, o grupo que ouviu a música conseguiu reproduzir as notas muito melhor do que o grupo que dormiu em silêncio. Fonte: hypescience . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋
Memes, Guitar, and 🤖: Aaedia
 Nisso?
 Ouvir sons durante o sono
 ajudam no
 aprendizado e
 na
 memorizacao
 Of /ACREDITANIssooFICIAL
 g OACREDITANIsso
@AcreditaNisso? Sabe aquele sonho de todo estudante de colocar o livro escolar embaixo do travesseiro antes de dormir e absorver todo o conhecimento sem nenhum esforço? Infelizmente isso não existe, mas há, sim, quatro coisas que seu cérebro pode assimilar enquanto você está contando carneirinhos. A maioria desses aprendizados envolvem sons para guiar seus pensamentos. Em um estudo recente, cientistas fizeram com que pessoas que falam alemão aprendessem algumas palavras básicas de holandês. Em seguida, pediram que eles dormissem. Enquanto os voluntários dormiam sem saber exatamente o que iria acontecer em seguida, os pesquisadores colocaram gravações dos sons de algumas das palavras básicas para tocar apenas para um grupo deles. O outro grupo não foi exposto a nenhum som. Depois de acordar, todos passaram por um teste para ver quantas palavras tinham aprendido. Aqueles que ouviram os sons durante o sono identificaram e traduziram melhor as palavras holandesas. Para garantir que esses resultados estavam relacionados ao sono, e não à habilidade em aprender línguas dos voluntários, um terceiro grupo foi convocado para fazer o mesmo experimento. Ao invés de dormir, porém, eles tinham que fazer alguma coisa enquanto estavam acordados, como caminhar. Quem caminhou não teve um resultado nem remotamente próximo aos que ouviram os sons dormindo. Em outro estudo, pesquisadores ensinaram um grupo de pessoas a tocar violão usando uma técnica inspirada no jogo de videogame Guitar Hero. Depois, todos os voluntários tiraram uma soneca. Quando eles acordaram, tiveram que tocar a música novamente. Sem saber de nada, um grupo que estava dormindo ouviu a mesma melodia aprendida várias vezes. O outro grupo não ouviu nenhuma gravação. Quando acordaram, o grupo que ouviu a música conseguiu reproduzir as notas muito melhor do que o grupo que dormiu em silêncio. Fonte: hypescience . SIGAM-ME OS CURIOSOS ➡️ @Nandinhatw (ADM) 💋

@AcreditaNisso? Sabe aquele sonho de todo estudante de colocar o livro escolar embaixo do travesseiro antes de dormir e absorver todo o conh...